Pianos Zimmermann esta presente no mercado brasileiro à mais de 50 anos na fabricação  própria de pianos e banquetas para pianistas, com exímia qualidade reconhecida internacionalmente.

Nossos pianos utilizam madeira ecologicamente correta vinda de reflorestamento, melhores tábuas harmônicas construídas com material proveniente dos alpes da Baviera e tecnologia importada da Alemanha, onde saem os melhores pianos do planeta.

   
 
 
 
 
A função da tábua harmônica nos pianos Zimmermann é dilatar as vibrações produzidas pelo movimento das cordas, formando no ar ondas sonoras com um potencial muito maiores das que poderiam ser geradas apenas pelas cordas. Isto pode ser facilmente entendido se pensarmos comparativamente entre a grande área que tem a tábua harmônica em relação a todas as cordas juntas, fazendo com que a grande porção de ar que envolve as superfícies frontal e traseira da tábua harmônica, libere as poderosas ondas sonoras geradas pelo complexo movimento.

A tábua harmônica nos pianos Zimmermann  é fabricada de madeira de pinho que, depois de cortada, é selecionada e colocada no processo de secagem natural por alguns meses até que esteja em condições de entrar para secagem em estufas. Este processo resulta em matéria-prima estável e isenta de fungos.

A tábua harmônica é construída por artesãos com habilidade extraordinária. Seu comprimento e largura são os mesmos para todos  modelo do piano Zimmermann, com uma espessura de 10mm em média, das bordas para o centro. As tábuas são coladas lado a lado por suas bordas, sendo que os veios da madeira devem estar o mais paralelo possível à linha do cavalete principal, onde estão apoiadas as cordas. Para que se obter o fantástico efeito da vibração e sonoridade

A nobreza do som de um piano está relacionada ao efeito do cordoamento, uma leve curvatura que o artesão confere à tábua harmônica no processo de montagem, fazendo com que a tábua harmônica atue como um diafragma, propagando o som produzido pelas cordas.

Nos pianos Zimmermann, são coladas as baralhos de madeira na parte traseira da tábua harmônica que são fabricadas de madeira de pinho. Para equilibrar os esforços produzidos e direcionar energia aos pontos onde a tábua harmônica é mais exigida
   
Sobre a tábua harmônica são colados os cavaletes ou harpões, um para apoio das cordas da região dos médios e outra para o agudos, e outro para apoio dos graves. A função dos cavaletes é transmitir as vibrações das cordas para a tábua harmônica. Os cavaletes dos pianos Zimmermann são fabricados de madeira maciça em marfin, de grande dureza, e entalhados por artesãos altamente qualificados.

A tábua harmônica é fixada em uma complexa e sólida estrutura de metal fundido, com uma nervura lateral que não permite que a chapa venha a ceder ou envergar, formando um elemento coeso, estável, capaz de suportar as mais de 20 toneladas de pressão de esforços produzidos pelas cordas, garantindo a qualidade dos sons emanados pela tábua harmônica e mantendo a afinação do instrumento.

Para que as cravelhas que mantém as cordas fixadas estejam perfeitamente ancoradas à estrutura do piano, é montada na estrutura de madeira uma peça de grande importância chamada, cepo. Os pianos Zimmermann têm cepo fabricado com 21 a 23 lâminas de madeira pau-marfim, onde a sobreposição das lâminas observa o sentido dos veios da madeira, para que estejam perpendiculares, primeiro na forma de cruz e depois na forma de xis, formando ângulo de 45º entre as camadas. Este conjunto de lâminas é colado com cola-resina fenólica em prensa aquecida a temperatura de 130º, com pressão uniforme de 21 kg/cm 2.

As cordas são fabricadas com fio de aço importado e os bordões usam revestimento de cobre trefilado especialmente para a fabricação de corda de piano.
 
 
Avenida Imirim, 1567 - Imirim - São Paulo - (11) 2239-6744
Desenvolvido pela Sinal Design